🏡 Jardim (📌)

Esse é o meu jardim (digital).

De maneira muito resumida, o Jardim Digital é uma abordagem diferente a prática de aprendizado em público e compartilhar informações. É a intersecção entre as notas privadas e as publicações em blog. O objetivo é que você compartilhe suas ideias já desde o primeiro estágio de vida, antes de estar refinada, e que vá cultivando e evoluindo ela gradativamente em público.

Outra diferença importante também é a forma de consumo dessas ideias. Em vez de ir lendo, como em um blog, de forma linear ao longo do tempo a ideia é que o jardim seja atemporal, e que você vai navegando pela relação bi-direcional entre as anotações (plantas).

Não vou me estender muito detalhando o que são (ou de onde vieram) os jardins porque para isso recomendo esse ótimo artigo da Maggie Appleton sobre a história dos Jardins Digitais. O jardim dela é a inspiração para o meu, embora eu esteja começando em cima de uma estrutura de blog por conveniência.

O Jardim

As plantinhas (ou ideias, ou notas) que compõe o Jardim podem estar em três diferentes fases de vida:

  • 🌱 Seedlings são as mudinhas, as ideias nuas e cruas, recém plantadas.

  • 🌿 Budding são os brotos, quando as ideias já foram revisitadas e estão crescendo.

  • 🌳 Evergreen são as ideias maduras, que já foram refinadas e têm menor chance de mudar.

Quando uma nota já está madura o suficiente ela pode, ou não, ser modificada para uma publicação formal no blog, mas talvez ela simplesmente continue sempre crescendo e sendo revisitada.

O importante não é o resultado final – ele nunca chega –, mas sim o processo imperfeito de aprendizado. Eu agrupo as plantas parecidas em um canteiro (Tags), para incentivar a exploração por tópicos, e não linear.

Canteiros:

Sobre Jardins Digitais

É o equilíbrio perfeito entre caos e cultivo.
— Maggie Appleton

a spectrum of knowledge management, ranging from chaos streams to the cultivated performance of publishing a book. Gardening sits in the middle.

Refleti muito sobre qual dos dois eu transformaria em Jardim: meu Blog principal ou meu Blog Listed, onde eu mantinha os rascunhos. Por um lado meu próprio blog é mais flexível e eu poderia criar a parte de visualização, backlinks, etc. Por outro os rascunhos que eu publicava aqui já cumpriam essa função, só não eram organizados em forma de jardim.

O Listed, essa plataforma aqui, é embutida no Standard Notes, que é o aplicativo de notas que eu uso. Não só isso, mas é o aplicativo que eu mais utilizo sempre. É onde estão todas as minhas notas, que eu exporto para Markdown e levo para onde preciso. Então tudo começa aqui e acho que faz sentido que o jardim seja cultivado aqui. Embora eu perca alguns recursos visuais, ganho a principal parte que é não ter fricção para publicar.

E, apesar de não ter o formato de um jardim, a filosofia do Listed é muito parecida: write like nobody is watching.

Listed is a free blogging platform that allows you to create a public journal published directly from your notes. This unique approach to keeping a public blog on the internet using just a notes app yields two surprising effects [...]

Escolhi a analogia de jardim porque Digital Garden é o mais conhecido, mas pretendo, eventualmente, mudar para a analogia de galaxia, que combina mais comigo. =D

No meu dia-a-dia, funciona assim:

  1. Crio uma nota "A" diária YYYY-MM-DD que vou preenchendo com tudo que acontece no dia criando um título (#) para cada tópico que eu quero anotar, uma reunião, atividade, etc

  2. No fim do dia, reviso a minha nota e extraio qualquer tópico interessante em sua própria nota "B", criando um link bi-direcional entre "A" e "B"

  3. Os tópicos que me interessam eu vou alimentando ao longo do tempo, os que não me interessam ficam esquecidos, mas registrados. Os tópicos que recebem o mínimo de carinho viram uma mudinha 🌱

  4. Periódicamente eu revisito as mudinhas e quando algum me chama atenção e eu estudo mais sobre ele, refino um pouco, aprofundo o conhecimento, etc, ele cresce para um brotinho 🌿

  5. Finalmente, as notas que eu investi um tempo considerável e refinei bastante o conteúdo, editei e tornei apresentável se tornam evergreen 🌳

Para me organizar no Standard Notes eu tenho duas tags, #gardening (notas privadas, que ainda não conferi se não tem nada sensível ou que voltei a editar) e #garden (notas públicas que eu revisto para voltar a jardinar).

A melhor parte disso é que deixa de existir uma pressão para ir até o fim de uma ideia, e pode ser que algumas notas eu publique só com links, sem nenhuma reflexão sobre o tema. O aprendizado em público tem uma vantagem enorme que é eu não ter a necessidade de já dominar um assunto antes de poder compartilhar e discutir com algum colega. Essa própria nota aqui, que agrupa meu jardim, eu mostrei a mudinha dela (que era só a imagem) para o Judá e ele já deu algumas sugestões.

Cultivar o Caos

Acredito muito que abraçar o caos pode trazer ótimos resultados. Nossa cabeça não é linear ou organizada em pastas, mas sim uma coleção caótica de ideias associadas, então organizar nossas informações digitais de maneira associativa faz muito sentido, e cultivar esse caos nos permite cultivar a criatividade.

Se você leu até aqui, obrigada. Agora te convido a cultivar teu próprio ~~caos~~ jardim: https://listed.to/


You'll only receive email when they publish something new.

More from Myreli
All posts